Vitória sobre o Desânimo

VITORIA SOBRE O DESÂNIMO

Filipenses 3.13-14 – «Irmãos, quanto a mim, não julgo havê-lo alcançado; mas uma coisa faço: esquecendo-me das coisas que para trás ficam e avançando para as que diante de mim estão, prossigo para o alvo, para o prémio da soberana vocação de Deus em Cristo Jesus.»

O desânimo continua a ser um dos maiores inimigos do crente e do seu serviço a Cristo. O desânimo destrói o testemunho pessoal, a obra da igreja e a vida íntima e plena do crente.

E o pior é que o desânimo não é comummente considerado um pecado na vida cristã. Contudo é um dos agentes mais perigosos de Satanás. Consideramos pecado, muitas coisas, e é bom e preciso que assim seja, pois, pecado é pecado diante de Deus, mas a falta de iniciativa, a falta de força, o temor, que são produtos do desânimo, não os consideramos pecado. E há muitos crentes com vidas santas, cheios de fé e amor a Deus e à sua obra, que, contudo, vivem em desânimo, sem forças nem iniciativa.

O nosso coração, pleno de zelo e paixão, arde diante de Deus em suplica para que Ele nos dê plena vitória sobre este vil inimigo.

Mas de onde nasce o desânimo? Em primeiro lugar o desânimo nasce de uma avaliação errada de nós mesmos e da força do Senhor. Nunca devemos esquecer de que de nós mesmos nada podemos fazer, mas também é verdade que pelo Senhor tudo podemos! (Fl 4:13); em segundo lugar o desânimo nasce dos muitos sofrimentos que enfrentamos aqui neste mundo. O exemplo típico deste tipo de desânimo foi o profeta Elias, que foi cruelmente perseguido pela ímpia Jezabel e pelos idólatras do reino (I Reis 19:1-7). Mas Deus renovou-lhe as forças! Em terceiro lugar o desânimo nasce dos fracassos em esforços anteriores. Quantas vezes nos entusiasmamos, planeamos, sonhamos…isto é maravilhoso quando tudo corre bem! Mas o inimigo anda a nos espreitar, e trazendo ideias de fracassos dos outros ou nossos, e isto nos leva à conclusão de que não vale a pena tentar novamente. Leia o conselho de Paulo em Filipenses 4:13. Em quarto lugar outra origem do desânimo, particularmente, dentro da igreja, é a falta de uma voz de comando, e de iniciativa. Em qualquer grupo é indispensável haver uma ou mais pessoas que tomem as iniciativas, que conjuguem as forças dispersas de todos e explorem e estimulem a vitória a todo o grupo. Em quinto lugar, para outros, a razão do desânimo é a fraqueza geral. Satisfazem-se dizendo piedosamente; “há fraqueza em todo o lado, os tempos são muito maus, e o Senhor volta em breve!” ou ainda, “não tenho dom para nada!” Esta resignação com a fraqueza e o desânimo não procede do Senhor. O desejo do Senhor para a sua igreja é o de vitória, em união com o Cristo vencedor e glorificado do apocalipse.

O desânimo tem os mais funestos resultados para o crente e para a igreja. Mas como vencê-lo? Sigamos o exemplo dos vencedores do Antigo e do Novo Testamento (Hb 11:34). E nunca se esqueça de que as promessas de Deus na Bíblia são para os vencedores!

Deus vos abençoe,

Anúncios
Published in: on agosto 11, 2009 at 6:10 pm  Deixe um comentário  

The URI to TrackBack this entry is: https://franciscafesempre.wordpress.com/2009/08/11/vitoria-sobre-o-desanimo/trackback/

RSS feed for comments on this post.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: